Roteiro por:

Caminho Novo

515 KM
18 TRECHOS
O Caminho Novo é o mais jovem da Estrada Real. Sua criação começou a ser definida em 1698, mas foi entre 1722 e 1725 que a rota estava finalmente definida. Repleto de atrativos turísticos, ele guarda dezenas de vestígios da época mineradora, um verdadeiro convite para o viajante. Aberto para ser alternativa mais rápida e fácil ao Caminho Velho, o Caminho Novo guarda para os turistas uma série de elementos da época das bandeiras e das primeiras explorações do território. São túneis, chafarizes e fazendas, hoje transformadas em confortáveis meios de hospedagem, que resgatam construções e costumes dos séculos 18 e 19.     

Os 515 km do Caminho Novo são divididos em 18 planilhas, onde cada um dos trechos reserva ao viajante possibilidades de turismo que aliam atrativos naturais e culturais: um prato cheio para aguçar a criatividade de quem viaja por conta própria!     

Dos 515 quilômetros, 32% estão asfaltados (166 km), e 5% são trilhas (25 km). Os outros 63% são de estrada de terra (324 km)     

  • Ouro Preto – Lavras Novas = 17 km de trilha
  • Lavras Novas – Chapada = 5 km de trilha
  • Itatiaia – Ouro Branco = 5 km de asfalto 
  • Ouro Branco – Conselheiro Lafaiete = 7 km de asfalto 
  • Barbacena – Antônio Carlos = 8 km de asfalto 
  • Santos Dumont – Ewbank da Câmara = 3 km de trilha
  • Ewbank da Câmara – Matias Barbosa = 25 km de asfalto 
  • Matias Barbosa – Simão Pereira – Monte Serrat = 24 km de asfalto 
  • Secretário – Pedro do Rio – Petrópolis = 34 km de asfalto 
  • Petrópolis – Porto Estrela = 31 km de calçamento e asfalto

Importante: não deixe de ficar atento na planilha no trecho entre Ewbank da Câmara a Juiz de Fora, pois devido a uma porteira fechada por cadeado, a planilha está indicando outro caminho. Bem como aos campos de observações das planilhas, principalmente nos trechos de trilha, onde ele terá informações do estado da trilha e a possibilidade de fazê-la, como por exemplo, se tem como percorrê-la com alforje, além de informações de como é possível evitá-las.     

Nos trechos de asfalto, principalmente quando chega ao estado do Rio de Janeiro, muita atenção, pois na maioria das rodovias não há acostamento.

Para quem vai percorrer no sentido Ouro Preto – Porto Estrela terá a altimetria a seu favor, pois ela sai de 1.200 metros para o nível do mar. Mesmo assim o percurso todo oscila com subidas curtas e longas, num total de 223 km, sendo as mais marcantes entre Secretário e Petrópolis.  Boa parte dos percursos tem opções com áreas sombreadas.     

Para quem vai percorrer no sentido Porto Estrela – Ouro Preto terá a altimetria como inimigo, pois ela sai do nível do mar para 1.200 metros em Ouro Preto. Mesmo assim o percurso todo oscila com subidas curtas e longas, num total de 238 km.
DOWNLOAD ALTIMETRIA
Compartilhe esta página: