Serro

  • Terra do Queijo
  • 21.419 Habitantes

Com uma arquitetura tipicamente colonial, Serro chama a atenção tanto de pesquisadores quanto de leigos interessados em história.

A cidade, também chamada de Terra do Queijo, devido à produção do famoso Queijo do Serro, se localiza na região centro-nordeste de Minas Gerais, na Serra do Espinhaço e fica a 230 km de Belo Horizonte.

Para os amantes do turismo histórico e ecológico, o município é um prato cheio, pois possui um belo acervo, desde museus a festas típicas, todas banhadas com a deliciosa culinária local.

Serro também faz parte do Circuito dos Diamantes, dentro do roteiro de Turismo Rural, onde os visitantes podem passear pelas antigas fazendas de produção de queijo e da cachaça mineira.

Perto do Serro encontram-se também dois distritos bastante cobiçados pela rota turística: Milho Verde, a 25 km da cidade, e São Gonçalo do Rio das Pedras, a 30 km do centro. 

Capela de Santa Rita
Capela de Santa Rita
Vista da cidade do Serro
Capela de Santa Rita
Compartilhe esta página:

ATRATIVOS

Sabores da Estrada Real - Queijo

Assim como o café, o pão de queijo e a cachaça, o queijo também é um atrativo imperdível ao longo da Estrada Real, por isso, não poderia estar de fora de uma experiência gastronômica pelos caminhos. Seja puro ou acompanhado de doce de leite ou goiabada, o queijo mineiro vai ficar na sua memória para sempre.

Queijo do Serro
Tombado como Patrimônio Imaterial de Minas Gerais e como Patrimônio Imaterial do Brasil, o queijo do Serro é fabricado até hoje de forma artesanal em pequenas propriedades rurais. Ele é produzido de acordo com técnicas tradicionais que foram introduzidas há mais de dois séculos.

São 10 municípios que produzem o queijo do Serro: Serro, Rio Vermelho, Serra Azul de Minas, Santo Antônio do Itambé, Materlândia, Sabinópolis, Alvorada de Minas, Dom Joaquim, Conceição do Mato Dentro e Paulistas. Não deixe de experimentá-lo acompanhado de uma boa prosa e uma dose de cachaça artesanal.

Queijo da Caverna
A história do queijo da caverna começa com o Frei Rosário, reitor do Santuário da Serra da Piedade, em Caeté, por mais de 50 anos. Ele se aproveitou do clima para maturar os queijos que comprava, colocando todos em uma caverna. O local mais úmido e frio ajuda no processo de maturação dos queijos. O Frei faleceu em 2000, mas os funcionários da Serra da Piedade já estão resgatando a receita.

Queijo Parmesão d’Alagoa
Alagoa está ao Sul de Minas Gerais é a mais alta das Terras Altas da Mantiqueira. E são nestas montanhas elevadas (mais de 1.100m de altitude) que as vacas vivem e o leite é convertido no delicioso queijo de Alagoa. Ele foi registrado como patrimônio cultural pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais.

Queijos finos
A produção de queijos finos foi trazida para Minas Gerais pelos imigrantes Dinamarqueses nos anos de 1920, que acabaram encontrando o clima propício, grandes altitudes e o leite ideal para fabricação de bons queijos. Tais como: queijos azuis, como o gorgonzola, roquefort, chamois bleu e crem'azur, os de casa branca, como o camembret, brie e chamois d'Or, passando pelos de tipo suíço, como o gruyère, pelos suaves, como o gouda, itálico, saint- paulin e lou paou e pelos de sabor forte, como o port salute parmesão e chavroux.

Esse roteiro dos Queijos Finos é feito no Caminho Velho da Estrada Real, partindo de Paraty em direção a Ouro Preto e passando por São Vicente de Minas, Carrancas, Madre de Deus de Minas, Andrelândia, Cruzília, São João del-Rei e São Sebastião da Vitória, o turista encontrará os principais laticínios de queijos finos do estado. 

Igreja de Santa Rita

Segundo o Historiador Dario A. F. Silva, ela foi construída por volta de 1745. Destaque para o altar de São Sebastião e sua escadaria com 52 degraus. Do adro da igreja é possível avistar todo o centro histórico.

Monumento Natural Estadual Serra do Raio e Várzea do Lageado

O monumento está  situado no município de Serro, diretamente ligado ao distrito de Milho Verde, no entorno de São Gonçalo do Rio das Pedras e Capivari.
Ele representa uma área de grande importância paisagística e ambiental, além de possuir beleza cênica abundante e abrigar  uma grande diversidade de habitats e espécies.

Dados gerais e curiosidades:
Área: 2.199 hectares.
Municípios de abrangência: Serro.

Atrações:
- Cachoeiras do Lageado.
- Sítios arqueológicos.
- Cachoeira do Canelau.
- Cachoeira do Arco-Íris.
- Cachoeira do Carijó.
- Serra do Santos.
- Serra do Raio.
- Serra do Ouro.

Para visitar:
As visitas aos sítios arqueológicos devem ser pré-agendadas.

Distância:
Belo Horizonte: 340 km.
Diamantina: 50 km.
Serro: 26 km.

Contato:
E-mail: lajeado.raio@meioambiente.mg.gov.br
Telefone: (38) 3541-4101/ (38) 8845-6070
Endereço:
Rua do Campo, 125 - Milho Verde – Serro.

Onde ficar:
Serro São Gonçalo do Rio das Pedras, Milho Verde.
Mais

hospedagem

Pousada do Queijo

A Pousada do Queijo oferece recepção 24 horas, WiFi gratuito e vista do jardim.As acomodações também incluem banheiro privativo.Um buffet de café da manhã é servido diariamente na propriedade.

  • Endereço: Rua Najib Bahned Nº: 75 Centro
  • Telefone: (38) 3541-2622
  • E-mail: queijopousada@yahoo.com
  • Website:
conheça

Pousada Mariana

A Pousada Mariana está localizada ao próximo ao centro histórico, atendimento tipicamente mineiro. Oferecem café da manhã. 

  • Endereço: Praça Floriano Peixoto Nº: 44 Centro
  • Telefone: (38) 3541-1569
  • E-mail: serro@pousadamariana.com.br
conheça

Pousada Mirante do Vale

A Mirante do Vale é uma pousada campestre. Um lugar aprazível e sossegado com um maravilhoso mirante de vales e montanhas. Aqui você encontrará o tradicional acolher de uma família mineira. 

  • Endereço: Estrada do Engenho Nº: 000 São Gonçalo do Rio das Pedras
  • Telefone:
  • E-mail: mirantedovalecontato@yahoo.com.br
conheça
Mais

Restaurantes

Mais

dicas

Ao lado do seu acervo histórico-arquitetônico, representado pelos belos monumentos religiosos e notável conjunto de sobrados, o Serro guarda também outro importante aspecto de sua riqueza cultural do passado: as tradições folclóricas, as festas religiosas e a peculiar gastronomia.

O Queijo do Serro, o mais famoso produto da região, foi o primeiro bem registrado como Patrimônio Imaterial de Minas Gerais (2002) e é também Patrimônio Imaterial do Brasil (2008).

Outros atrativos, são os distritos, Milho Verde se destaca entre eles, graças a suas diversas cachoeiras, e as inúmeras possibilidades ofertadas aos visitantes.

serviços

Prefeitura
(38) 3541-1368

Secretaria de Turismo
(38) 3541-2754

Rodoviária
(38) 3541-1366

Site
www.serro.tur.br