Congonhas

  • Cidade dos Profetas
  • 48.550 Habitantes

Situada a 70 km de Belo Horizonte, na região do Alto Paraopeba, Congonhas recebe turistas de várias partes do Brasil e do mundo para apreciar a grande obra do artista barroco Antônio Francisco Lisboa, mais conhecido como Aleijadinho. O nome Congonhas, vem do tupi Congói, e quer dizer o que sustenta, o que alimenta.
No Santuário do Bom Jesus de Matosinhos, que fica no alto de uma colina, o mestre Aleijadinho esculpiu em pedra sabão as famosas imagens de doze profetas em tamanho real.  Outro atrativo são as seis capelas que compõem o Jardim de Passos em frente à Basílica, representando a Via Sacra com belíssimas imagens em cedro feitas também por Aleijadinho. Por toda a riqueza e grandiosidade, esse conjunto foi tombado pela UNESCO como Patrimônio Cultural da Humanidade.
A cidade também ganhou fama na década de 60 em virtude das curas efetuadas pelo médium Zé Arigó, que incorporava o espírito do médico alemão Fritz. Pessoas do mundo inteiro visitavam Congonhas em busca de cura. Até cientistas americanos da Nasa estudaram o fenômeno.

Obras de Aleijadinho - Acervo IER
Basilica
Igreja Rosário
Igreja Nossa Senhora da Conceição
Compartilhe esta página:

ATRATIVOS

Basílica do Senhor Bom Jesus de Matosinhos

São 78 esculturas em tamanho natural, dentre elas 12 profetas dispostos no adro da igreja e confeccionados em pedra-sabão. As outras, em cedro, formam e representam os Passos da Paixão de Cristo. O conjunto de imagens é tão monumental que foi considerado pelo francês Germain Bazin, grande estudioso do barroco mineiro, um dos mais belos da Terra.
Tudo começou na segunda metade do séc. XVIII pela iniciativa de um homem encardido pelo pó de minério e impregnado de fé. O português Feliciano Mendes, após se recuperar de uma doença contraída nos muitos anos de labuta nas minas de ouro, decidiu construir um templo em homenagem ao Bom Jesus do Matosinhos, a quem fizera uma promessa. Passou o resto de sua vida coletando esmolas e em 1757 começou a obra, morrendo em 1765 sem vê-la concluída.
Muitos artistas foram contratados e juntaram seus talentos para dar o acabamento à Basílica. Nomes como Manoel da Costa Ataíde, Francisco Xavier Carneiro, João Nepomuceno Ferreira e Antônio Francisco Lisboa (o Aleijadinho) tocaram com sua arte o sonho de Feliciano. A igreja recebeu acabamento, pinturas e entre 1777 e 1790 foi construído o adro e suas escadarias. Este adro, a partir de 1796, seria o palco perfeito para o imaginário de Aleijadinho. Os profetas em pedra e os Passos se adequaram harmoniosamente ao espaço e concepção arquitetônica do Santuário.
Entre 1796 e 1805 Aleijadinho deixou o que muitos consideram sua obra-prima. Não estava sozinho. Contava com a ajuda de seus discípulos. Um estudo preciso das 66 estátuas dos Passos demonstram variações que comprovam a intercessão de terceiros. Outro dado importante é que Aleijadinho, nesta época, já estava gravemente mutilado por uma misteriosa doença, que pesquisadores acreditaram ser lepra.
Trabalhava com as ferramentas amarradas aos braços. Estudos recentes nas ossadas do artista demonstraram que ele sofria de porfiria. Esta enfermidade é caracterizada por sensibilidade à luz, que desencadeia uma dermatite grave e deformante. 

Festival das Quitandas - Congonhas

Um dos mais importantes e representativos eventos da cultura gastronômica do país que celebra os saberes e sabores das melhores quitandas da nossa história. A iniciativa reúne dezenas de quitandeiras de várias cidades mineiras, sendo realizado anualmente no mês de maio, na Rotunda, espaço localizado no centro histórico da cidade dos profetas.  

Obras de Aleijadinho em Congonhas

Patrimônio Cultural da Humanidade, título concedido pela Unesco desde 1985, a cidade abriga o Santuário do Bom Jesus de Matosinhos. A fama não se deve apenas à questão religiosa, mas também por guardar um dos maiores patrimônios artísticos do Brasil: as esplêndidas obras executadas pelo mestre Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho.
São 78 esculturas em tamanho natural, dentre elas 12 profetas dispostos no adro da igreja e confeccionados em pedra-sabão. As outras, em cedro, formam e representam os Passos da Paixão de Cristo. O conjunto de imagens é tão monumental que foi considerado pelo francês Germain Bazin, grande estudioso do barroco mineiro, um dos mais belos da Terra. 
Ele foi ainda mais longe: acreditava ser "a última aparição de Deus evocada pela mão do homem. "E tudo isso no coração de Minas Gerais, distante milhares de quilômetros dos grandes centros europeus formadores da sociedade ocidental."
Mais

hospedagem

Recanto do Hawaí - Pousada, Restaurante e Pesque-Pague

Pousada, restaurante e pesque-pague às margens da Estrada Real.  

  • Endereço: MGT 383 km 8,5 Nº: 1 Pequeri
  • Telefone: (31) 998285403
  • E-mail: recantodohawai@yahoo.com.br
conheça

HOTEL H2

Possuímos 165 apartamentos equipados com o melhor, para proporcionar a cada um de nossos hóspedes de uma experiência mineira e contemporânea. Os quartos possuem ar condicionado, frigobar, mesa de trabalho, mesa de trabalho, amenidades de banho, telefone, SmartTV e Wi-Fi.
Você pode ainda desfrutar de café da manhã padrão internacional servido no restaurante que está incluído na diária. Disponível ainda para os hóspedes um espaços de auto serviço de refeições rápidas e bebidas 24 horas na recepção. Contamos ainda com fitness center, salas de eventos e estacionamento gratuidade, tudo isso para sua comodidade.
Tem fácil acesso às principais vias da cidade e de muitos pontos comerciais turísticos. 

  • Endereço: Rua Raimundo Barbosa Nº: 300 Praia
  • Telefone: (31) 37314010
  • E-mail: reservas@hotelh2.com.br
  • Website:
conheça
Mais

Restaurantes

Mais

serviços

Prefeitura
(31) 3731-1300

Secretaria Municipal de Cultura
(31) 3731-3133